11 junho, 2016

Monólogo III

- Não, você não perguntou. Não perguntou como estou. Não perguntou sobre meus sentimentos. Não perguntou sobre minhas emoções. Não perguntou sobre meus desejos. Nem mesmo sobre meu trabalho ou sobre meu filho. Sobre meu coração, meu namorado. Não! Você não me disse que pensou em mim, não me disse que sentiu saudades, muito menos que sente minha falta. Não disse nada que me fizesse sentir especial. Você só chegou e falou. falou por horas. Respondeu minha única pergunta e foi falando. Falou da sua mãe, do seu trabalho, dos seus problemas. Falou da sua posição política, da série de TV que gosta. Falou daquelas suas amigas que fazem coisas esquisitas. Até rimos. Mas dai você se despediu, rapidamente, entre uma palavra e outra,  bem no momento que eu ia começar a falar de mim.