13 maio, 2016

Monólogo II

- Vem, diz pra mim que me ama. Prova que sou único. Faz-me sentir que tenho a amante, a mãe e a amiga em uma única mulher. Aquela que fará todos os esforços para me fazer feliz. Vem, seja aquela que apoia o seu grande homem. Prometo prosperar. Te darei um nome, um lar, filhos para você cuidar. Deixa de crise. Deita na cama. Vamos fazer amor. Amanha te levo para jantar. Faz-me sorrir e gozar. Sim, grita de prazer. Faz-me sentir viril, homem macho. Não, não faz essa expressão triste. Você não tem motivos. Alegre-se, vamos ver um filme. Diz que me ama. Preciso saber, ter certeza. Se eu tenho seu amor, sou capaz de amar você incondicionalmente.